Manifesto da Miséria Sustentável

autor desconhecido

1) Não se fixe numa "profissão". Zona de Trabalho Autônomo Temporário.

2) Arranje vários bicos que paguem suas despesas básicas.

3) Mate o consumista que existe em você (isso não é riponguismo - é que a autonomia tem um custo, infelizmente).

4) Simplifique a vida ao máximo. Ande a pé ou de bicicleta, poupe água, energia e comida, tire xerox de livros, baixe mp3.

5) Consuma comida barata (não necessariamente de má qualidade - vegetal é barato) e de produção local.

6) Mude-se pra cidades menores, com menos stress.

7) Saia pouco de casa - só quando for imprescindível. E apenas pra lugares que o divirtam realmente.

8) Pratique a inadimplência (enquanto for possível, pois o mercado o reprimirá – a humilhação do SPC).

9) Valorize aquilo que você já tem. Exemplo: pra que comprar um livro se você tem um monte em casa que nem leu? Pra que acumular pilhas de cds e nem sequer ouvi-los direito?

10) Pratique o escambo e as parcerias.

11) Compre tudo de segunda mão.

12) Evite pagar impostos. Estude a lei pra saber como. Use o Direito contra o Estado.

13) Aprenda a obter satisfação sozinho (não estou falando em punheta). Faça artesanato (que você pode vender ou trocar. Mas não ouça The Doors, por favor), corra, escreva, pinte, medite. Enfim: não necessite do mercado e de outras pessoas pra se divertir.

14) Use a tecnologia pra facilitar sua vida. Mas não seja escravo dos aparelhos eletrônicos.

15) Seja um inventor. Crie alternativas pra se livrar dos gastos. Favelado, morador de rua e 90% do mundo (os países "em desenvolvimento") já fazem isso, porque você tem que comer frango e arrotar Peru?

16) Assuma sua miséria. Não tenha vergonha dela. Que se foda a ambição. Quem é que disse que "sucesso" é igual a felicidade?

17) Toda vez que puder criar, deixe de comprar.

2 comentários:

o nome do autor é Eduardo Fernandes.

18 de setembro de 2009 16:00  

vc realmente acredita nisso tudo? :P

8 de outubro de 2009 20:17  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial